Translate

NYT > Politics

segunda-feira, 26 de junho de 2017





OREMOS
“... Então, se o meu povo se humilhar e orar e me procurar, e se arrepender, e mudar sua maneira errada de viver. Eu ouvirei do céu as suas orações, perdoarei seus pecados”...                                                                                                                                                    
                                                             2º Crônicas 7: 14

Deus eterno e Criador de todas as coisas, Único Deus e Pai da humanidade, nos chegamos até Ti em oração glorificando o Vosso Santo Nome.
Venha o teu Reino e seja feita a tua vontade tanto aqui na terra assim como no Reino Celestial! Oramos por nós mesmos e por todas as outras pessoas de credos e raças e idiomas diferentes neste mundo de diversidade que criastes, segundo a tua misericórdia, amor e poder criativo.
 Oramos pelos doentes mentalmente e fisicamente desenganados e incapacitados em todos os sentidos. Oramos pelos presos políticos, perseguidos por sua fé verdadeira ao Criador, pelos refugiados da opressão e das guerras e da incompreensão humana.
Oramos pelos abastados que  não precisam de ti imaginam eles, e também por todos nós pobres e humildes que contam contigo  oh! Meu Deus todos os dias de nossas vidas. Oramos por todos os sem a Esperança e  a perderam no caminho da sua existência e a vida não tem mais sentido. Mas deste a esta vida sentido e esperança a todos nós através do teu Filho Senhor Jesus Cristo.
 Por perseguidos oramos, pelos esfomeados, pelos miseráveis saciados de alimentos  e bens materiais  e  nunca se lembram dos seus semelhantes menos favorecidos. Oramos por aqueles que têm falta de pão e água, por todos os órfãos, pelas mães que perderam seus filhos vitima de violência das guerras, violência das ruas, da falta de atendimento médico, da falta de remédios, da falta de ensino e da falta de compreensão humana e vitimados pela sede ou fome.
 Oramos pelas mães que abortaram indevidamente e pelos fetos que foi tirado o direito de viver, também por recém-nascidos, crianças, adolescente e jovem da mesma forma.
Oramos pelos lideres mundiais, ditadores e por todas as autoridades que usam o poder para massacrar e tirar proveitos dos humildes e pobres e causam suas mortes abruptas por seus interesses escusos e não dá valor a vida do próximo. Deus cobrará de cada um as existências destruídas devido a ganância, egoísmo e sede de poder.
Oramos pelos presidiários, por todos criminosos soltos ou encarcerados. Oramos por todos os depressivos, esquizofrênicos e todos que sofrem com relacionamentos sociais, conjugais e familiares e os filhos que estão se perdendo no caminho de Satanás, o caminho da violência e das drogas. Oramos também pelos corruptos que tiram o pão e o leite, os remédios, o saneamento básico e  todo tipo de alimentos do povo mais humilde. Deus um dia pedirá o ressarcimento dos pecados deles.
 Perdoa-nos Senhor somos muito insignificantes em comparação a tua magnitude de poder e glória e não sabemos o que fazemos o pecado tirou-nos a percepção de fazer o bem e o mal, e optamos sempre pelo mais fácil que é pecar, ajuda-nos liberta nossos corações a sermos mais fiel a ti e ao próximo. Reconheço, sou pecador e preciso de ti. Todos nós humanos somos necessitados de ti, pois pecamos.
Dê sua bênção ajude-nos nas nossas necessidades, abençoe a cada um que  aceita O Senhor Jesus Cristo como seu eterno Salvador e Rei. E busca a salvação.
Pois foi a Ele que nos deste como primícias do futuro Reino Celestial.
E é por este teu Filho Maravilhoso  pedimos todas as bênçãos, pedimos também a tua misericórdia e perdão.
Em nome do Senhor Jesus Cristo, Deus Eterno lhe agradecemos por toda a eternidade. Amém!
ORE SEMPRE

                                                                     Francisco Gouveia

domingo, 25 de junho de 2017




Deus conosco!


Não vos deixarei órfãos, voltarei para vos outros. João 14: 18.



Cristo queria que Seus discípulos compreendessem que não os  deixaria órfãos. “Não vos deixarei órfãos”, declarou Ele. “Voltarei para vos outros”. Ainda “por um pouco, e o mundo não Me verá mais; vos, porém, Me vereis; porque Eu vivo, vos também vivereis.”
João  14:18, 19.

Gloriosa, magnífica promessa de vida eterna! Embora  devesse Ele ausentar-Se, a relação dos discípulos para com Ele devia  ser a de filhos para com seus pais.
“Naquele dia, vos conhecereis que Eu estou em Meu Pai, e vos, em Mim, e Eu, em vos.” João 14: 20.

Ele procurou impressionar a  mente dos discípulos com a distinção entre os que são do mundo  e os que são de Cristo. Estava prestes a morrer, mas desejava que  eles compreendessem que tornaria a viver. E conquanto, após Sua ascensão, estivesse ausente deles, poderiam vê-lo e conhecê-lo pela  fé, e teria por eles o mesmo amoroso interesse que tivera enquanto  esteve com eles. ...”Eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Mateus 28:  20

As palavras dirigidas aos discípulos vêm até nós, por meio de suas palavras. O Consolador é nosso, tanto quanto deles, em todos os tempos e todos os lugares, em todas as tristezas e nas aflições todas, quando as perspectivas se apresentam escuras e desconcertantes o futuro, e nos sentimos desajudados e sós. Essas são ocasiões em que
o Consolador ( O Espírito Santo) será enviado, em atendimento a oração da fé.
Não existe consolador como Cristo, tão terno e tão verdadeiro.
“ Mas, quando o Pai,  enviar o Consolador, o Espírito Santo, que virá em meu nome, ele ensinará todas as coisas a vocês, e fará lembrar todas as coisas que eu mesmo tenho dito a vocês”. João 14: 26


Ele Se compadece de nossas fraquezas. Seu Espírito fala ao coração.
Podem as circunstancias separar-nos de nossos amigos; o vasto e turbulento oceano pode rolar entre nos e eles. Embora prevaleça ainda sua sincera amizade, talvez sejam incapazes de demonstra-la fazendo por nos aquilo que com gratidão haveríamos de receber.
Mas circunstancia alguma, nenhuma distancia pode separar-nos do Consolador celestial. Onde quer que estejamos aonde quer vamos,
Ele sempre ali esta, concedido em lugar de Cristo, para agir por Cristo.
Esta sempre a nossa mão direita, para nos falar palavras amáveis e calmantes; para apoiar, suster, erguer e animar.
A influência do Espírito Santo e a vida de Cristo na alma. Esse
Espírito opera em todo aquele que recebe a Cristo, e por meio dele.
Os que experimentam em si essa habitação do Espírito revelam seus frutos: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade e fé.
É Deus presente diante de nós e na nossa vida, se assim quisermos.

Jesus Cristo também está presente com nós e em nós,  Se assim o permitirmos. Nossa vida pertence a Ele, e na sua volta ela será apresentada ao Criador, se aceitarmos o seu sacrifício resgatador de nossas almas. Ninguém pode dizer que é de Cristo sem aceitar as normas de obediência da Lei de Deus e sem trilhar o Caminho que Cristo trilhou. Apocalipse 12: 17
Na volta de Cristo pastores e seus rebanhos inteiros se perderão no fogo da destruição porque deixaram os ensinamentos de Cristo e da Palavra de Deus, por ensinamentos enganosos e mentirosos inventados por homens. Trocaram a presença e os ensinamentos de Deus  por ensinamentos de homens e dos demônios, mesmo que usem o nome do Nosso Salvador.  Mateus 24: 5 aos 14

Chegamos aos últimos dias da humanidade. Dias curtos de tempo rápido, o relógio corre contra si mesmo.
Dias em que Cristo é anunciado em todo lugar como já estivesse dentro das igrejas, falando nas religiões, fazendo milagres e maravilhas, mas enganando muitos e distanciando povos do Criador e de Seu Filho Unigênito, Resgatador da Humanidade, mas na verdade é o último ato desesperado de Satanás para condenar o homem a destruição eterna.
Mateus 24: 21 aos 27.

Aqueles que têm o Espírito Santo de Deus caminham através dos ensinamentos da Palavra de Deus a Bíblia, Obedecem aos Mandamentos do Criador e caminham junto com Cristo, dificilmente serão enganados, pois não amam o mundo e as coisas do mundo e a sua esperança é a vida eterna no Paraíso de Deus.
                                       
                                                 APOCALIPSE 21: 1 AOS 5


LEIA A BÍBLIA
APRENDA MAIS
NUNCA DEIXE DE ORAR
EM TODOS OS MOMENTOS DE SUA VIDA

sexta-feira, 23 de junho de 2017


Bênçãos para os humildes,

E Jesus, chamando uma criança, a pós no meio deles e disse:
Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos  céus.

                                                                                   Mateus 18: 2 e  3.





O pecador desamparado deve apegar-se a Cristo como sua única Esperança. Se deixar este apego por um momento que seja, colocará em perigo sua vida e a dos outros. Coríntio 4: 8 aos 10.
Somente estamos seguros no exercício  da fé viva. Mas o acariciamento de qualquer pecado conhecido, a negligencia de deveres elementares, no lar ou em outra parte,  destruirá a fé e desligara a pessoa, de Deus.

Nada e mais ofensivo a Deus do que um espírito cheio de si.
 Na vida de Pedro  uma triste lição que devia ser uma advertência
a todos os professos seguidores de Cristo. O Salvador lealmente
o prevenira do perigo que se aproximava, mas, mui confiante em si mesmo e presunçoso declarara Pedro sua disposição de seguir seu Mestre ate a prisão e morte. Mateus 26: 31 aos 35 e 58 aos 75

 A prova lhe veio quando surgiu a tormenta sobre os discípulos pela humilhação de seu Líder. Melancólicas  são as palavras escritas pela pena da inspiração: “Então, todos  os discípulos, deixando-O, fugiram.” Mateus 26:56.

E o impetuoso,  zeloso e mui confiante Pedro negou repetidamente seu Senhor. Em  seguida arrependeu-se amargamente; este exemplo, porem, devia ser  uma admoestação a todos para se guardarem da confiança própria.
Aqueles que se humilham e se tornam como criancinhas são  os que serão ensinados por Deus. O Senhor não e dependente de  qualquer talento humano; porque Ele e a Fonte de todo o dom  perfeito. O mais humilde dos homens, se ama e teme a Deus, torna se possuidor dos dons celestiais.
O Senhor poderá usá-lo, porque  tal homem não se empenha em trabalhar por si de acordo com suas  próprias normas. Trabalha com temor e tremor para não danificar  a norma. Sua vida e uma expressão da vida de Cristo precisamos acalentar constantemente a mansidão e humildade,  se quisermos possuir o espírito de Cristo.

Para termos o espírito de Cristo temos que aprender amar o Pai, obedecendo e respeitando todos os seus mandamentos e cumprindo-os em todos os momentos da vida.
Fazer do Evangelho de Cristo o modo de viver assim como o Nosso Senhor também o fez.
Apegar-se a Cristo e amar o Todo Poderoso é o caminho da Eternidade, o Caminho divino da salvação onde as coisas do mundo não têm lugar e o diabo não habita. Aonde a fé é viva e operosa de amor ao próximo para a salvação eterna.  João 14: 6









Leia a Bíblia
Ore sem cessar

Clame a Deus por sua salvação.

quinta-feira, 22 de junho de 2017







Voltar à vida.
                           Uma segunda chance.

O filho da viúva de Naim.

 Pouco depois seguiu ele viagem para uma cidade chamada Naim; e iam com ele seus discípulos e uma grande multidão.
 Quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam para fora um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.
 Logo que o Senhor a viu, encheu-se de compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores. Então, chegando-se, tocou no esquife e, quando pararam os que o levavam, disse: Moço,  te digo: Levanta-te.
 O que estivera morto sentou-se e começou a falar. Então Jesus o entregou à sua mãe. O medo se apoderou de todos, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós; e: Deus visitou o seu povo.
 E correu a notícia disto por toda a Judéia e por toda a região circunvizinha.

Jesus Cristo desde  que começou seu ministério nunca mais andou ou ficou só. Primeiro os seus discípulos e depois uma multidão o seguia. Em busca de milagres, de alimentação e para ouvir seus ensinamentos.
Quando João Baptista e Jesus Cristo vieram cumprir os seus desígnios divino, Israel estava a mais de quatro séculos sem os seus profetas para trazer a palavra de Deus.
Durante este tempo impérios subiram e outros caíram, Satanás ferozmente fez de tudo para destruir  o povo escolhido de Deus, os descendentes de Davi e evitar a vinda do Messias Redentor da humanidade.
O Criador levantou homens corajosos desarmados, como a família dos Macabeus que enfrentaram grandes
 Exércitos. Mas prevaleceram com ajuda de anjos para manter as promessas de Deus. 1º e 2º Macabeus (Bíblia de Jerusalém). Daniel 9: 25
O povo no tempo que Jesus Cristo veio, considerava que era a visita de Deus a Israel e a volta da bênção divina e a libertação do jugo estrangeiro.
Jesus Cristo para o povo era o Messias, o libertador e mensageiro e salvador da Pátria, aquele que levaria novamente a glórias passadas o povo escolhido de Deus. João 4: 25 - Daniel 9: 25 – Romanos 11: 26
Este entendimento errôneo fez com que grande parte do povo de Israel não cresse no Cristo e o Messias de Deus. Isaías 59: 20 e 21.
Jesus Cristo na verdade era: O Mensageiro da Palavra de Deus e suas decisões judiciais e do Reino de Deus que hora se iniciava. Era o Salvador da Humanidade e o Libertador da morte e do pecado.  João 3: 14 ao 16.
Todos aqueles que o seguiram ouviram seus  ensinamentos, presenciaram seus milagres e a libertação da morte e do pecados através das ressurreição que realizou. Jesus curou e saciou a fome do corpo e da alma, deu vida e esperança para a eternidade no Paraíso.  Isaías 60: 19 -  Mateus 5: 14 -  2 Timóteo 1: 10 -  1º João 2: 8 ao 10.
Há quase dois mil anos o Evangelho de Cristo vem sendo pregado dando vida e esperança em todas estas gerações; Até que o tempo que Deus deu a Satanás de provar a sua sabedoria de gerir a terra de sua maneira.
Este tempo está no fim, logo Jesus Volta e leva os seus consigo, aqueles que o aceitaram para o Reino Celestial até que o Planeta terra seja refeito e tudo neste universo onde o inimigo de Deus tenha causado dano. Mateus 24: 14
Ainda temos tempo de mudar de vida, mudar de lado e seguir o Senhor Jesus,  as nossa chance é enquanto estamos vivos depois disto nada poderá nos salvar.

Leia a Bíblia procure conhecer mais do plano de salvação de Deus.


Anseie viver eternamente, com felicidade, sem morte e sem os males do pecado que tanto nos aflige hoje.

Leia a Bíblia
Saiba Mais.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

JESUS CRISTO A LUZ DO MUNDO: DEUS: UMCRI...

JESUS CRISTO A LUZ DO MUNDO:



DEUS: UMCRI...
: DEUS : UM CRIADOR ORGANIZADO! Por acaso você conhece os mistér...





DEUS: UM CRIADOR
ORGANIZADO!

Por acaso você conhece os mistérios de Deus? È capaz de compreender o Todo Poderoso na sua pureza e perfeição?...Deus é maior do que a Terra e mais vasto que o mar. Jó 11: 7, 8  e 9.


Como supremo Soberano Criador do Universo, Deus ordenou leis para o governo não só de todos os  seres vivos, mas de todas as operações da natureza. Todas as coisas,  quer grandes quer pequenas, animadas ou inanimadas, acham-se  sujeitas a leis fixas, que não podem ser desrespeitadas. Deus criou a perfeição e não o caos.

 Não há  exceções a essa regra; pois coisa alguma feita pela mão divina, foi  esquecida pela mente divina. Mas se bem que tudo na natureza  seja governado pela lei natural, apenas o ser humano, como ser  inteligente, capaz de compreender suas reivindicações, e responsável  a lei moral.
Ao ser humano unicamente, a coroa de Sua criação, deu  Deus uma consciência, para reconhecer as sagradas reivindicações  da lei divina, e deu-lhe um coração capaz de ama-la como santa,  justa e boa que e; e do ser humano e requerida pronta e perfeita  obediência. Mas Deus não o obriga a obedecer; deixa-o como livre agente moral.


Poucos, apenas, compreendem o assunto da responsabilidade pessoal do ser humano; e, no entanto e questão de maior importância.
Podemos cada qual, obedecer e viver, ou podemos transgredir a lei  de Deus, desafiar-Lhe a autoridade, e receber a punição devida. Vem, pois, a toda pessoa, com força, a questão: Deverei obedecer a voz do céu, aos dez mandamentos proferidos do Sinai, ou seguirei a multidão que despreza essa lei eterna?

 Aos que amam a Deus será  o mais alto deleite obedecer a Seus mandamentos, e fazer as coisas  que Lhe agradam. Mas o coração natural aborrece a lei de Deus,  e guerreia contra suas santas reivindicações. As pessoas cerram o  coração a luz divina, recusando-se a andar nela, ao brilhar sobre elas.  Sacrificam a pureza de coração, o favor de Deus e sua esperança do  céu, pela egoísta satisfação do ganho profano.
Diz o salmista: “A lei do Senhor e perfeita”. Salmos 19:7.

Quão  maravilhosa em sua simplicidade, sua amplidão e perfeição, e a lei de Jeová! E tão breve que facilmente podemos decorar cada  um de seus preceitos, mas tão vasta que exprime toda a vontade  de Deus, e toma conhecimento, não só das ações exteriores, mas  dos ensinamentos e intenções, dos desejos e emoções do coração.
Não podem fazer isso as leis humanas. Só podem tratar das ações exteriores.
Pode alguém ser transgressor e, no entanto esconder dos olhos humanos os seus maus atos; pode ele ser criminoso, ladrão assassino ou adúltero, mas enquanto não for descoberto, não o  pode a lei condenar como culpado.

A lei de Deus denuncia o ciúme,  a inveja, o ódio, a malignidade, a vingança, a concupiscência e a ambição que brotam no coração, mas não encontraram expressão em  ato exterior, porque faltou ocasião, e não vontade. E essas emoções  pecaminosas serão tomadas em conta no dia em que “Deus há de  trazer a juízo todas as obras, ate as que estão escondidas, quer sejam  boas, quer sejam mas”. Eclesiastes 2: 14.

Obediência traz felicidade — A lei de Deus e simples e fácil  de se compreender. Ha pessoas que se gabam orgulhosamente de só crer naquilo que compreendem esquecidos de que ha mistérios na vida humana e na manifestação do poder de Deus nas obras da  natureza mistérios que a mais profunda filosofia, as mais extensas  pesquisas, são incapazes de explicar. Mas não existe mistério na lei de Deus.

Todos podem compreender as grandes verdades que  ela encerra. A mente mais fraca pode aprender essas regras; o mais  ignorante pode reger a vida, e formar o caráter, de acordo com a  norma divina. Se os filhos dos homens, segundo o melhor de sua  habilidade, obedecessem a essa lei, adquiririam forca mental e poder  de discernimento para compreender ainda mais dos propósitos e  planos de Deus. E esse progresso seria continuo, não apenas durante  a vida presente, mas através dos séculos eternos; pois, por muito que  avancemos no conhecimento da sabedoria e poder de Deus, sempre  há um infinito alem.

A lei divina requer que amemos a Deus supremamente e ao  nosso próximo como a nos mesmos. Sem o exercício desse amor, a mais alta profissão de Fe e mera hipocrisia. E necessária a obediência a lei, não só para nossa salvação, mas  para a felicidade nossa e de todos aqueles com quem nos relacionamos.
“Muita paz tem os que amam a Tua lei, e para eles não há  tropeço” (Salmos 119:165), diz a Palavra inspirada. Todavia homens  finitos apresentam ao povo essa lei santa, justa e boa, essa lei da liberdade, que o próprio Criador adaptou as necessidades humanas,  como um jugo de servidão, jugo que pessoa alguma e capaz de suportar.
E, porem, o pecador que considera a lei como jugo penoso;
e o transgressor que não vê beleza em seus preceitos. Pois a mente carnal “não e sujeita a lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser”.
Romanos 8: 7
Muito além dos “nãos” Vivemos numa época de grande  impiedade. Multidões se acham escravizadas por costumes pecaminosos
e hábitos maus, e os grilhões que as prendem são difíceis de   romper. A iniquidade, qual inundação, cobre a Terra. Crimes quase  terríveis demais para serem mencionados, são de ocorrência diária. E até aqueles que professam serem vigias nos muros de Sião nos ensinam que a lei se destinava aos judeus tão somente, e tornou-se ultrapassada com os gloriosos privilégios que introduziram a dispensação evangélica.

Não haverá uma relação entre a dominante ilegalidade e  crime, e o fato de que pastores e povo mantém e ensinam que a lei  já não esta em vigência?

O poder de condenação da lei de Deus estende-se não só as coisas que praticamos, mas as coisas que deixamos de praticar.  Não nos devemos justificar ao omitirmos a pratica das coisas que  Deus requer. Devemos não só cessar de fazer o mal, mas também  aprender a fazer o bem. Concedeu-nos Deus faculdades que devem  ser exercitadas em boas obras; e se essas faculdades não forem postas  em uso, abertamente seremos considerados servos maus e negligentes.

Podemos não ter cometido pecados graves; essas ofensas podem não estar registradas contra nos no livro de Deus; mas o fato de  que nossos atos não estão registrados como puros, bons, elevados  e nobres, demonstrando que não usamos os talentos que nos foram confiados, isso nos coloca sob condenação.

A lei de Deus existiu antes de ter sido criado o ser humano.
Adaptava- se as condições de seres santos; mesmo os anjos eram por ela governados. Depois da queda, não foram alterados os princípios de justiça. Coisa alguma foi tirada da lei; nem um único de seus santos preceitos era susceptível de ser aperfeiçoado. E como existiu  desde o principio, assim continuara a existir através dos séculos eternos.
“Acerca dos Teus testemunhos”, diz o salmista, “soube, desde a antiguidade, que Tu os fundaste para sempre”. Salmos 119:152.


LEIA A BÍBLIA

APRENDA MAIS  

ORE SEMPRE

quinta-feira, 15 de junho de 2017





O DOM DA VIDA

E NO PRINCÍPIO Deus criou os céus e a terra.
                    Gênesis 1: 1


Deus é o Criador de todas as coisas, tudo que existe no Universo e na Natureza é criação de Deus. O Todo Poderoso criou a Terra e o homem. No Reino celestial o Criador criou os anjos, as criaturas celestes.
Mas, foi ao Homem que Deus deu também o poder de gerar criaturas iguais a si, se reproduzir, como também a fauna terrestre e marinha e a flora. Um poder que as criaturas celestiais não possuem. Gênesis 1: 26 aos 31, Gênesis 1: 22, 28.
Os anjos revoltosos sob o comando de Lúcifer tentaram criar uma raça híbrida aqui na terra cruzando com a descendência de Adão, mas foram destruídos no Dilúvio Global, por ser uma nova raça maléfica e contrária A VONTADE do Criador. Gênesis 3: 1 aos 24  -  Judas 6 – Gênesis 6: 1 ao 8
NO dilúvio os Anjos se se desmaterializaram e novamente, tornaram invisíveis e voltaram ao Reino Celestial, quanto aos seus filhos híbridos não tiveram a mesma sorte e morreram afogados no dilúvio. Somente Noé e sua família salvaram-se do castigo divino, causado pela rebelião pecaminosa dos anjos.
O dom da vida é o dom mais sagrado que Deus deu ao homem. Junto com este dom Deus deu também o livre-arbítrio para ter uma vida prazerosa baseada no amor e felicidade junto ao próximo que seria toda a sua família terrestre. Jó 33: 4 – João 11: 25
Mas o pecado entrou na vida do ser humano, induzido por Lúcifer, conhecido agora por Satanás, porque se opôs ao Criador trouxe para si legiões de anjos que também se tornaram inimigos do Criador. Gênesis 3: 4
Agora são inimigos de Deus e inimigos do homem, na volta de Cristo ao céu após seu sacrifício, Satanás e seus anjos demoníacos foram expulsos do Reino Celestial, e  hoje vivem aqui na terra. Não possuem mais o poder de materializar-se e tornarem-se criaturas visíveis, mas mesmo assim influenciam os seres humanos e toda a sociedade humana a praticarem atos contra o Criador e seu filho Unigênito, o Senhor Jesus Cristo.  1º Timóteo 4: 1 aos 10
Satanás e seus anjos demoníacos praticam atos de violência contra a vida humana. Influenciam toda sorte de erro que contrariam o cumprimento correto da Lei de Deus, contra toda a criação de Deus neste planeta. Semeia a morte e a destruição e causa o caos em toda a sociedade humana, se fazem passar por Deus, por Cristo na religião e na política e engana a humanidade pelo materialismo, pela ganância, egoísmo, causam guerras e destruições pela má influência que tem sobre os homens. Tiago 4: 4 – 1º Pedro 5: 8
Não tem mais poder de criar vidas então trabalham dia e noite para destruir as que existem. Não podem tocar nos seres humanos mais criaram formulas usando as causas da degeneração do caráter que o pecado trouxe ao homem:
“covardia espiritual, infidelidade ao criador, os corruptos, os assassinos os que cometem imoralidades sexuais, feitiçaria, espiritismo, os adoradores de ídolos e todos os mentirosos”. E ainda mais: “ Sabemos que as leis são boas, quando utilizadas de acordo com a intenção divina; mas não foram feitas para nós, a quem Deus salvou; são para pecadores que odeiam a Deus, que têm o coração rebelde, que praguejam e blasfemam, que matam os seus pais e as suas mães e cometem homicídios, para os que praticam imoralidade sexual e os homossexuais, para os raptores, os mentirosos e todos os outros que fazem coisas que se opõem ao verdadeiro ensinamento. Esse verdadeiro ensinamento é o Evangelho glorioso do nosso Bendito Deus, de que eu sou mensageiro”.
1º Timóteo 1: 9 aos 11 e Apocalipse  22: 8
Todos os pecados acima citados diretos ou diretamente são contra a vida, contra a existência humana e desrespeito mútuo e ao seu Criador e a sua Lei de amor para a vida humana.  Pois Ele sabe o que é melhor para nós, pois ele nos criou.
O Senhor Jesus Cristo, no Livro Revelações do Apocalipse, o último livro das Escrituras Sagradas, diz ao Apostolo João que recebeu as revelações  o seguinte: “Não esconda o que você escreveu, porque o tempo do cumprimento está próximo. E quando chegar aquele tempo, todos os que praticam o mal o praticarão cada vez mais; aquele que é imundo se tornará cada vez mais depravado; os homens de bem continuarão a praticar o bem, aqueles que são santos prosseguirão a santificar-se”.  Apocalipse 22: 10 e 11.
Todos nós seremos julgados segundo as nossas obras em vida, não existem vidas anteriores ou posteriores, este é um ensinamento de espiritismo coisa do diabo, pois imaginam eles falar com seus filhos mortos durante o Dilúvio e lançou esta crendice entre os humanos.
Só existe uma vida e é esta que vivemos agora, e por nossos atos durante ela que seremos julgados. As Escrituras Sagradas deixam bem claro em Apocalipse 20: 10 aos 15: “ E vi...Então o diabo que tinha enganado (as nações) foi jogado dentro do lago de fogo que queima como enxofre... Eu vi um grande trono branco e aquele que estava assentado nele, de cuja presença fugiram o céu e a terra e o céu, mas não encontraram lugar para se esconder. E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e foram abertos os livros, incluindo o livro da vida. E os mortos foram julgados de acordo com as coisas escritas no livro, cada um de acordo com as obras que tinham praticado. O mar entregou os corpos sepultados neles; e a Terra e o Hades. Cada um  foi julgado de acordo com sua obras. E a morte e o Hades foram jogados no lago de fogo. Esta é a segunda morte – o lago de fogo. E se o nome de alguém não estava registrado no Livro da Vida, será lançado no lago de fogo.  Apocalipse 20: 10 aos 15.





**(Quero deixar registrado aqui, que Lago de Fogo citado nas Escrituras significa destruição eterna e não um lugar de sofrimento eterno). Deus é amor, perdão e justiça para aqueles que aceitam Cristo como Salvador e não um carrasco que infringe pena para os pecadores impenitentes e aliados do diabo com sofrimentos eternos.  1º João 4: 8.

LEIA  A BÍBLIA
APRENDA MAIS
ORE SEM CESSAR
PRATIQUE O BEM





segunda-feira, 12 de junho de 2017





VERDADEIRA
TRISTEZA...

Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor.
                                                                      Atos dos Apóstolos 3: 19.


As condições para se obter a misericórdia de Deus são simples, justas e razoáveis. O Senhor não requer de nos fazermos alguma coisa difícil a fim de termos o perdão dos pecados.

 Não precisamos  fazer longas e penosas peregrinações, ou levar a efeito dolorosas  penitencias, para confiar nossa vida ao Deus do céu ou para expiar  nossa transgressão; mas aquele que confessa e abandona o pecado  achara misericórdia.
  O arrependimento compreende tristeza pelo pecado e afastamento  do mesmo.  Romanos 10: 9 aos 11

Não renunciaremos ao pecado enquanto não reconhecermos a sua malignidade; enquanto dele não nos afastarmos  sinceramente, não haverá em nos uma mudança real da vida.
Um raio da gloria divina, um vislumbre da pureza de Cristo que  nos penetre na alma, tornara dolorosamente visível toda mancha
do pecado, pondo a descoberto a deformidade e defeitos do caráter  humano.  Salmo 32: 1 aos 6

 Tornam patentes os desejos profanos, a infidelidade do coração, a impureza dos lábios. Os atos de deslealdade do pecador, invalidando a lei de Deus, expoem-se-lhe a vista e seu espírito se abate e aflige sob a influência perscrutadora do Espírito de Deus.
As lágrimas do penitente não são senão as gotas de chuva que precedem o sol da santidade. Salmo 32: 9 e 10

Esse sol prenuncia o regozijo que será  uma viva fonte na alma. “Somente reconhece a tua iniquidade: que contra o Senhor teu Deus, transgrediu”; “e não farei cair a Minha ira sobre vos; porque benigno sou, diz o Senhor.” Jeremias 3: 13 e 12.

“Acerca dos tristes de Sião” determinou Ele dar-lhes “ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, vestido de louvor por espírito quebrantado.” Isaias 61: 3
              
E essencial uma confissão sincera

Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça.
                                                                     1 João  1: 9.

Diz o apostolo: “Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis.”
                                                                      Tiago 5: 16.

 Confesse os seus  pecados a Deus, que e o único que os pode perdoar, e vossas faltas  uns aos outros. Se ofendestes o teu amigo ou vizinho, deves reconhecer a culpa, e  seu dever perdoar-vos plenamente.

Deveis  buscar então o perdão de Deus, porque o irmão a quem feristes é  propriedade de Deus e, ofendendo-o, pecastes contra seu Criador. ... Provérbios 28: 13 e 14

A confissão verdadeira tem sempre caráter especifico e faz distinção de pecados. Estes podem ser de natureza que devam ser
apresentados a Deus unicamente; podem ser faltas que devam ser
confessadas a pessoas que por elas foram ofendidas; ou podem ser  de caráter publico, devendo então ser confessados com a mesma  publicidade. Provérbios 29: 1

Toda confissão, porém, deve ser definida e sem rodeios, reconhecendo justamente os pecados dos quais somos culpados.
Muitas confissões nunca deveriam ser pronunciadas aos ouvidos de mortais; pois o resultado e tal que o limitado julgamento de seres finitos não pode prever o resultado. Salmo 120: 1 e 2

Deus será mais bem glorificado se confessarmos a secreta e inata corrupção do nosso coração somente a Jesus, do que se abrirmos seus recessos ao homem finito e sujeito a erro, e que não pode julgar com  justiça a menos que o seu coração esteja constantemente impregnado  do Espírito de Deus. ...
Salmo 116: 1 e 2

Não espalheis ao ouvido humano aquilo que  somente Deus deve ouvir. A confissão que e o desafogo do intimo da alma, achara o caminho  ao Deus de infinita piedade e vossos pecados podem ser como uma montanha diante de vós;  mas se humilhardes o coração, e confessardes vossos pecados, confiando nos méritos de um Salvador crucificado e ressurgido, Ele vos perdoará e purificará de toda a injustiça.
Mateus 23: 12 - 1º Pedro 5: 6 – Hebreus 12: 9 aos 15
“Porque Deus às vezes utiliza a tristeza em nossas vidas para nos ajudar a nos afastarmos do pecado, nos arrependermos, para, assim, nos levar à salvação. Já a tristeza do homem incrédulo não é a tristeza do arrependimento verdadeiro e produz a morte”.
2º Coríntios 7: 10





LEIA  A BÍBLIA
APRENDA MAIS SOBRE A SALVAÇÃO

ORE, FALE COM O CRIADOR,
ATRAVÉS DE DO SENHOR JESUS CRISTO.